Telefone (11) 4249-0224 Telefone (11) 4249-2545 celular whatsapp (11) 95466-3011 celular whatsapp (11) 94797-6909 Chamar pelo WhatsApp

Tratamento em Clínica de Recuperação em Barueri

Data: 16/05/2018 Categoria: Dependência Química / Voltar

Tratamento em Clínica de Recuperação em Barueri

Uma clínica de recuperação de drogas e álcool funciona nada mais do que em um ambiente preparado para o tratamento em Barueri - SP tanto no sentido estrutural, como também no funcional para acolher um dependente químico.

Segundo pesquisa, 28 milhões têm algum parente dependente químico Levantamento feito pela Unifesp mapeou os usuários em reabilitação. 8 milhões de brasileiros são dependentes de maconha, álcool ou cocaína.

A análise foi feita entre junho de 2012 e julho de 2013 com 3.142 famílias de dependentes químicos em tratamento. Foi feito um questionamento com 115 perguntas para famílias que participaram desse levantamento. O estudo foi feito em comunidades terapêuticas, clínicas de reabilitação, grupos de mútua ajuda, como Al-Alanon e a Pastoral da Sobriedade.

Perfil dos usuários em tratamento em clínicas

A maioria dos pacientes em tratamento (73%) era poliusuária, ou seja, consumia mais de uma droga. Em 68% dos casos, quem passava por reabilitação era consumidor de maconha, combinada com outras substâncias.

O tempo médio de uso das substâncias foi de 13 anos, mas a família percebe apenas 8,8 anos de uso, em média.

A partir da descoberta da família,otempo médio para a busca de ajuda em clinica de recuperação após o conhecimento do consumo de álcool e/ou drogas foi de três anos, sendo dois anos para usuários de cocaína e/ou crack e 7,3 anos entre os dependentes de álcool Os familiares relataram ter o conhecimento do consumo de drogas pelo paciente por um tempo médio de 9 anos.

Mais de um terço (44%) relatou ter descoberto o uso devido a mudanças no comportamento do paciente.

Segundo as Clinicas de Recuperação Casoto dizem recuperar entre 40% e 80% dos viciados. Apesar da carência de recursos, tanto dos dependentes quanto de grande parte das instituições, os representantes das comunidades terapêuticas afirmam ter índices de recuperação entre 40% e 80%.

Ao menos 28 milhões de pessoas no Brasil têm algum familiar que é dependente químico, de acordo com o Levantamento Nacional de Famílias dos Dependentes Químicos (Lenad Família), feito pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e divulgado nesta terça-feira (3) na capital paulista.

É a maior pesquisa mundial sobre dependentes químicos, de acordo com Ronaldo Laranjeira, um dos coordenadores do estudo.

Foram divulgados dados sobre consumo de maconha, cocaína e seus derivados, além da ingestão de bebidas alcoólicas por brasileiros. A partir desses resultados, os pesquisadores estimam que 5,7% dos brasileiros sejam dependentes de drogas, índice que representa mais de 8 milhões de pessoas.

O Lenad apontou que 58% dos casos de internação foram pagos pelo próprio familiar e o impacto do tratamento afetou 45,4% dos entrevistados. Em 9% dos casos houve cobertura de algum tipo de convênio. O uso de hospitais públicos, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), foi citado por 6,5% das famílias de usuários em clínica de reabilitação.

Ainda segundo o estudo, 61,6% das famílias possuem outros familiares usuários de drogas. Desse total, 57,6% têm dependentes dentro do núcleo familiar. No entanto, os entrevistados desconsideram esse fator como de alto risco para uso de substâncias do paciente.

Deste total, 46,8% acreditam que as más companhias influenciaram seu familiar ao uso de drogas. Já 26,1% culpam a baixa autoestima como responsável pela procura por entorpecentes.

Cocaína ,maconha, crack e álcool :

A Unifesp já divulgou outras três pesquisas relacionadas ao consumo de drogas no Brasil, uma relacionada ao consumo de cocaína e derivados, outra sobre maconha, e outra que analisou a ingestão de bebidas alcoólicas.

Pesquisadores da universidade constataram que o Brasil era o segundo consumidor mundial de cocaína e derivados, atrás apenas dos Estados Unidos. De acordo com o levantamento, mais de 6 milhões de brasileiros já experimentaram cocaína ou derivados ao longo da vida. Desse montante, 2 milhões fumaram crack, óxi ou merla alguma vez.

Em abril deste ano, outro estudo apontou aumento de 20% na quantidade de pessoas que consomem álcool frequentemente. A pesquisa informou que 54% dos entrevistados alegaram consumir bebidas alcoólicas uma vez na semana ou mais – aumento proporcional de 20% em comparação ao Lenad de 2006.

O crescimento foi maior entre as mulheres: 39% das entrevistadas admitiam beber uma vez por semana ou mais (seis anos atrás este índice era de 29%). Outro dado importante mostrou que 27% dos homens que bebem com menos de 30 anos já se envolveram em brigas com agressão.

As clínicas de reabilitação de drogas são especializadas em dependência química e geralmente apresentam um referenciado serviço de tratamento, seguindo as mais modernas práticas médicas e terapêuticas destinadas a esse público, através de uma equipe multidisciplinar altamente capacitada.

A internação é uma das mais tradicionais formas de tratamento. Porém, ela não é a única forma de se tratar, é apenas uma etapa. Ela tem como objetivo desintoxicar o indivíduo dependente. Após o período de internação, o acompanhamento continuado é a estratégia mais indicada nos quadros da doença.

A Clínica de Reabilitação Casot é reconhecida pela excelência e pioneirismo no diagnóstico, tratamento e ressocialização dos pacientes, sendo referência no que há de melhor nos tratamentos e técnicas para dependentes químicos e alcoólatras.

Nossas instalações são adequadas para o auxílio à recuperação de dependentes químicos, propiciando um ambiente agradável e em contato com a natureza, o que nos torna mais aptos para garantir o sucesso do tratamento.

Nossa filosofia está baseada em três pilares de sustentação, sendo eles: bem estar, integração e saúde, os quais proporcionam aos nossos pacientes alcançarem a sobriedade permanente e resgatar valores familiares e de cidadania.

Proporcionamos um ambiente favorável ao estabelecimento de vínculos de ajuda-mútua para o desenvolvimento da reestruturação biopsicossocial do indivíduo dependente de álcool e outras drogas, de modo a estabelecer a prática do programa de recuperação.

A equipe multidisciplinar da Clinica de Recuperação Casoto e o grupo de pacientes formam uma rede de apoio que estimula e desenvolve valores e comportamentos que estruturarão sua nova maneira de encarar a vida.

Fale com nossa equipe especializada em tratamento de dependência química e alcoolismo em todo Brasil.

*Nome:
*E-mail:
Telefone:

Mensagem

Clínica de Reabilitação de Drogas

Nossas clínicas funcionam com profissionais habilitados, treinados e especializados na área da saúde com as especialidades em dependentes químicos. Funcionam 24 horas para melhor atender os clientes, fazem o recolhimento do paciente nas suas residências ou em qualquer lugar que o mesmo esteja.

Onde os pacientes vão ter um atendimento contínuo durante todo o tempo de internamento e tratamento, dando também o apoio adequado após sua saída.

Ler mais

Clínica de Recuperação Casoto

A Clínica Casoto tem uma grande experiência no meio de recuperação e internação de dependentes químicos, e não só isso, também tem o cuidado de prestar assistência aos seus familiares. Isso porque além do dependente a sua família precisa de alguma ajuda.

Ajuda essa que será muito útil no decorrer do tratamento do dependente, já que a Clínica Casoto é referência em tratamento de dependentes químicos.

Ler mais

Clínica de Recuperação Feminina

Muitas mulheres hoje em dia acabam utilizando drogas por diversos motivos. Muitas delas não conseguem conciliar sua vida com trabalhos extras e também são acometidas por problemas afetivos.

Ler mais

Comunidade Terapêutica

A Comunidade Terapêutica é como se fosse uma sociedade privada onde sua finalidade não é arrecadar dinheiro, mais sim, ajudar pessoas que sofrem de algum transtorno, ou distúrbio decorrentes do abuso de drogas.

Ler mais

Residência Terapêutica

Os cuidados nessas residências são praticamente os mesmos de uma clínica, já que existem profissionais do mesmo jeito das clínicas e com as mesmas capacidades profissionais das mesmas. Só que suas particularidades é dar um maior conforto mental para essas pessoas.

Com isso tirando-as de regimes mais fechados e dando a oportunidade de viver em um lugar com os aspectos mais parecidos com os lares que a muito não vêem.

Ler mais

Profissionais

O conjunto de profissionais que colabora com a recuperação promovida pela Clínica Casoto é composto por médicos especializados no tratamento físico, psicólogos para a recuperação da mente e terapeutas ocupacionais, holísticos e cognitivos para a reorganização do corpo e da razão.

A equipe também possui nutricionistas e cozinheiras capazes de promover uma boa alimentação, algo que é extremamente essencial para a reabilitação de um corpo degradado pelo uso intensivo de drogas lícitas ou ilícitas. 

Ler mais

Blog

Procedimento da Internação Compulsória

Procedimento da Internação Compulsória

Os tratamentos e a internação compulsória parecem muito complicados, porém são mais simples do que parecem, o procedimento do tratamento é muito questionado, afinal com o aumento dos dependentes químicos as coisas ficaram um pouco mais complicadas....

Ler mais

Clinica Viva Vida
Procedimento da Internação Involuntário

Procedimento da Internação Involuntário

O procedimento da internação involuntário é muito questionado, afinal com o aumento dos dependentes químicos as coisas ficaram um pouco mais complicadas, e essas informações são algumas das mais buscadas....

Ler mais

Clinica Viva Vida
Tratamento em Clínica de Recuperação de Menor de Idade SP

Tratamento em Clínica de Recuperação de Menor de Idade SP

Uma clínica de recuperação de drogas e álcool funciona nada mais do que em um ambiente preparado para o tratamento de menor de idade - SP tanto no sentido estrutural, como também no funcional para acolher um dependente químico....

Ler mais

Clinica Viva Vida