Como As Drogas Agem No Sistema Nervoso


Como As Drogas Agem No Sistema Nervoso

Como as drogas agem no sistema nervoso? Antes de responder essa pergunta é preciso esclarecer os diferentes tipos de drogas e seus mecanismos no cérebro humano. Isso se faz necessário porque cada droga vai agir de uma certa maneira no sistema nervoso. Logo, vão gerar também reações diferentes no comportamento do indivíduo. É fundamental ter essas informações para saber os impactos dos diferentes tipos de drogas e assim procurar ajuda.

Atualmente existem drogas lícitas e ilícitas. As drogas lícitas são aquelas cuja produção e circulação é permitida e legalizada oficialmente no País. É o caso do álcool, analgésicos, tabacos e afins. Já as drogas ilícitas são drogas que não são permitidas legalmente no País. No caso do Brasil, a maconha, heroína, crack e cocaína são exemplos de drogas ilícitas. Esses tipos de drogas são conhecidas também por causar maior dependência.

Por que as drogas afetam o sistema nervoso?

Para entender como as drogas agem no sistema nervoso é necessário entender o porquê elas afetam tanto o cérebro humano. As drogas psicoativas, também conhecidas como drogas psicotrópicas, são drogas que agem no cérebro humano modificando o modo de funcionamento das áreas cognitivas, motoras e afetivas. As alterações podem ser momentâneas e rápidas ou de longa duração e graves gerando outros transtornos.

Geralmente, as drogas ilícitas é quem possuem maior poder de alteração do organismo humano. Mas isso vai depender da quantidade e do tipo utilizado. A cocaína por exemplo é uma substância que, se consumida de forma pura não afeta de modo tão rápido o cérebro humano. Mas, se a cocaína for consumida misturada com outros elementos, como geralmente é vendida, ela tem a capacidade de alterar drasticamente o funcionamento do cérebro.

Efeitos das drogas depressoras

Para saber como as drogas agem no sistema nervoso é preciso saber o mecanismo de cada tipo de droga. As drogas depressoras por exemplo agem no sistema nervoso reduzindo as atividades cerebrais. Com isso, o indivíduo fica num estado de “desligamento”. Ou seja, o sujeito tem sua tensão emocional, memória, atenção, capacidade intelectual e concentração diminuídas. Seus parâmetros cognitivos são reduzidos de forma anormal.

Dependendo do uso das drogas depressoras, o usuário pode apresentar forte sonolência e embriaguez levando ao quadro de coma e até mesmo de morte. As drogas depressoras mais comuns são o álcool, soníferos, tranquilizantes, calmantes, ópio, morfina e até certos medicamentos como xaropes e remédios para tosse. Alguns inalantes e solventes como colas, removedores e tintas podem gerar esses sintomas também.

Efeitos das drogas estimulantes

Como as drogas agem no sistema nervoso quando se trata de drogas estimulantes? Bom, como o próprio nome já sugere, esse tipo de droga estimula o cérebro. Ou seja, as drogas estimulantes aumentam as atividades do sistema nervoso. Desta forma, o indivíduo fica em um estado de hiperatividade constante. Fica “elétrico”, hiper vigilante, como se estivesse em constante atividade. Esse tipo de droga aumenta os batimentos cardíacos também.

As drogas estimulantes mais conhecidas são as anfetaminas, cocaína e a nicotina, substância presente no café e no cigarro. Essas drogas inibem as percepções de cansaço, sono e fome fazendo com que o individuo fique num constante estado de excitação. Por isso, as drogas podem levar o sujeito ao quadro de ansiedade crônica e também de emagrecimento. Como as drogas estimulantes inibem a fome, o sujeito emagrece rapidamente.

Efeitos das drogas perturbadoras

Como as drogas agem no sistema nervoso quando a substância age de maneiras diferentes? Esse é o caso das drogas perturbadoras, também chamadas de alucinógenas. Esse tipo de droga aumentam as atividades nervosas em uma parte do cérebro e reduz as atividades nervosas em outras partes do cérebro. Desta forma, o funcionamento cerebral fica desequilibrado. O sistema nervoso passa então a funcionar de maneira anormal.

Com o desequilíbrio no funcionamento do sistema nervoso, a percepção e o pensamento do indivíduo passam a ficar alterados produzindo alucinações e delirium. Esses sintomas só acabam quando passa o efeito da droga no organismo. As principais drogas perturbadoras são o ecstasy e o LSD 25. São drogas altamente letais e com alto poder de dependência química. Basta um único uso para gerar efeitos nefastos.

Entramos em contato

Aceitamos diversos planos de saúde consulte
Planos de saúde
Podemos Ajudar?